top of page

Saiba como investigar o comprador ou vendedor pode te ajudar na negociação imobiliária

Neste artigo você encontrará:


 

Introdução


O mercado imobiliário, em constante ebulição, oferece oportunidades promissoras para compradores e vendedores. No entanto, a concretização de um negócio imobiliário envolve diversos fatores que exigem cautela e atenção. Uma etapa crucial para garantir uma transação segura e tranquila é a investigação da vida do comprador ou vendedor.

Neste guia completo, exploraremos em detalhes a importância da investigação pré-negociação, desvendando os principais aspectos a serem considerados e os métodos eficazes para realizar essa pesquisa.


Compreendendo a relevância de se investigar o comprador ou vendedor na pré-negociação


investigar o comprador ou vendedor na pré-negociação se configura como uma medida essencial para minimizar riscos e assegurar um bom negócio com total segurança jurídica. Através dela, é possível identificar aspectos relevantes, como por exemplo os que listamos abaixo:


  • Avaliar a idoneidade da outra parte: Verificar se o comprador possui condições financeiras para realizar a compra ou se o vendedor possui capacidade legal para vender o imóvel.

  • Identificar pendências financeiras: Descobrir se há hipotecas, penhoras ou outros gravames que podem afetar a transação.

  • Evitar fraudes: Proteger-se contra golpes e esquemas fraudulentos que podem levar à perda de dinheiro ou do imóvel.

  • Garantir a segurança jurídica do negócio: Assegurar que a transação esteja em conformidade com a legislação vigente.

Os Principais Aspectos a Investigar


a) Em relação ao Comprador:


  • Capacidade financeira: Analisar renda, histórico de crédito e outros indicadores de saúde financeira.

  • Histórico de compra e venda de imóveis: Investigar se o comprador possui histórico de inadimplência ou problemas em transações anteriores.

  • Reputação no mercado: Buscar informações sobre a reputação do comprador no mercado imobiliário.

b) Em relação ao Vendedor:


  • Situação jurídica do imóvel: Verificar se o vendedor é o legítimo proprietário do imóvel e se há pendências jurídicas que o impeçam de vendê-lo.

  • Existência de ônus reais: Investigar se há hipotecas, penhoras ou outros gravames que oneram o imóvel.

  • Histórico de litígios: Buscar informações sobre a existência de processos judiciais envolvendo o vendedor ou o imóvel.

Como eu pode ser realizar essa investigação?


Bom, para arealização de investigações ocmo esta, o ideal é contar com o profissional que já possui a habitualidade de lidar com essa demanda, pois assim, ele te derá acesso às informações com a maior veracidade possível e total confiabilidade.


Pois bem, mas como nossa intenção é te ajudar de alguma forma, ressaltamos que uma das maneiras mais viáveis de se ter acesso a informações relevantes, é por meio de documentos públicos, os quais quando bem analisados, podem te trazer informações valiosas e determinantes para o sucesso do seu negócio.


Vjamos alguns deles:


  • Certidão de ônus reais: Fornece informações sobre ônus que recaem sobre o imóvel, possibilitando auferir quaisquer ônus que possam existir sobre o imóvel, como hipotecas, penhoras, usufrutos, entre outros. Essas informações são cruciais para saber se há algum impedimento legal para a compra do imóvel.

  • Matrícula do imóvel: A matrícula indica quem é o proprietário atual do imóvel, bem como qualquer outra pessoa que tenha direito sobre o imóvel, como usufrutuários ou titulares de direitos reais de garantia, contendo ainda, dentre outras informações relevantes, uma descrição detalhada do imóvel, incluindo sua localização, dimensões, características físicas e confrontações com outros imóveis.

  • Consulta de processos: Permite verificar se há processos contra o vendedor ou o imóvel, e caso positivo, saiba que isto pode te afetar diretamente.


Conclusão


Com esses documentos, você pode evitar grandes dores de cabeça, mas lembre-se, não basta apenas "dar uma olhada". A análise de documentos como estes exigem em sua maioria um conhecimento técnico e específico, o que muitas vezes dificulta a sua compreensão completa.


Mas a solução para isso também é simples, basta contar com a expertisse de um advogado especialista e a segurança jurídica do seu negócio estará garantida.


Aqui em nosso escritório, lidamos constantemente com clientes que, infelizmente, não contratam um serviço de assessoria jurídica prévia à efetivação de seus negócios, o que acabou levando a problemas indesejados e mais gastos para a resolução do problema. Deixa-nos então uma lição: assessoria jurídica é investimento e não gasto!


Então, não deixe para depois! Como sei que você não quer ser surpreendido e muito menos perder dinheiro, o ideal a se fazer é contar com uma boa assessoria jurídica. Você estará mais apto a tomar decisões conscientes e proteger seus interesses. Afinal, o seu negócio e os seus esforços não merecem passar por contratempos indesejados.


Precisa de ajuda para realizar a investigação pré-negociação em sua próxima transação imobiliária? Clique no botão abaixo e deixe-nos te ajudar.




Comments


bottom of page